terça-feira, 17 de abril de 2012

Oleaginosas


fonte: http://www.mundomaisorganico.com.br/wp-content/uploads/2011/11/oleaginosas-2.jpg

São alimentos extremamente saudáveis, com componentes antioxidantes. Na lista dos nutrientes estão as fibras, proteína, cálcio, ferro, potássio, zinco, selênio, Omega 3 e 6 e vitaminas do complexo B.
As oleaginosas, são as sementes comestíveis das plantas. São representadas pelas nozes, amêndoas, castanhas, avelãs, entre outras. 



fonte: http://anabolismo.files.wordpress.com/2010/08/castanha-do-para.jpg

O selênio presente principalmente na castanha-do-Pará fortalece o sistema imunológico, um potente antioxidante que previne o envelhecimento celular e para isso é necessário apenas 1 unidade por dia;
O zinco promove aumento de glóbulos brancos.

O magnésio ajuda no controle da pressão arterial e na diminuição dos sintomas da TPM;

As oleaginosas em uma forma geral contém uma grande quantidade de gorduras monoinsaturadas que promovem o aumento do colesterol bom, diminuindo o colesterol ruim limpando assim as artérias, prevenindo as doenças cardiovasculares.



fonte: http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/amendoa/imagens/amendoa-6.jpg

Do grupo das oleaginosas a amêndoa é a menos calórica, 12 unidades contém quase 100 kcal, a macadâmia é a mais calórica, que contem 200 kcal em 12 unidades.

As castanhas a pesar de calóricas podem fazer parte de uma dieta balanceada para perda de peso, pois são ricas em gorduras monoinsaturadas responsáveis por manter o nível de açúcar no sangue estável e por ativar o metabolismo de gorduras.

São ricas em ferro podendo ajudar no tratamento para anemias e por conter uma grande quantidade de gorduras auxilia na constipação intestinal.

Contém proteínas essenciais para a formação e recuperação  muscular.

A vitamina E presente nas castanhas são ótimas para saúde da pele e dos cabelos. Atuam nos processos inflamatórios e na cicatrização por serem ricas em Omega 3 e 6.

Contribuem também para o fortalecimento ósseo pela grande quantidade de cálcio.


fonte: http://atdigital.com.br/boamesa/wp-content/uploads/2011/12/arroz-com-castanha-portuguesa-1-1.jpg

Elas podem ser consumidas em saladas, no arroz, em forma de doces e para compor carne brancas ( frango e peixes).

Todas as oleaginosas além de nutritivas e saborosas são ótimas opções de lanches para o dia a dia.
É importante ser armazenadas na geladeira, de preferência em recipientes fechados para não perder suas principais características.

O consumo é recomendado, mas devemos que ter cuidado com a questão da energia, para quem quer emagrecer, consumir muitas castanhas pode elevar o consumo de calorias e prejudicar a perda de peso.




Esse post é da nossa Nutricionista Camila Belentani. Se quiser saber mais ou marcar uma avaliação, entre em contato: belentanis@gmail.com

terça-feira, 10 de abril de 2012

Azeite: ouro líquido do mediterrâneo

fonte: http://4.bp.blogspot.com/-NqUVSxpbJeY/Ttt6TuAwdgI/AAAAAAAAAG0/IuOPK7tY4EI/s1600/azeite.jpg

O azeite vem desde a pré-história com as oliveiras selvagens. Os olivais ocupam grandes áreas da região mediterrânea, as oliveiras começam a florescer em maio, mas é em julho e outubro que as azeitonas amadurecem.

fonte: http://www.plantasonya.com.br/wp-content/img/oliveira.jpg

Inicialmente as azeitonas são verdes e vão ficando mais escuras até adquirir a cor preta.

fonte: http://3.bp.blogspot.com/_wE8sT2XKYow/SssuK8mC3JI/AAAAAAAABcs/CQ52iih33Tg/s400/azeitonas+9jpg.jpg

O processo de produção do azeite começa com as azeitonas sendo trituradas (incluindo o caroço) depois de 24 hrs de colhidas, formando um pasta, depois elas são prensadas transformando-se em azeite e água. Na próxima etapa o azeite fica repousando e a água vegetal é retirada por centrifugas.

fonte: http://boaforma.abril.com.br/imagens/mt/249-azeite-derramado.jpg

É retirado aproximadamente 1 litro de azeite de 5 kg de azeitonas.

Atualmente o país líder em produção de azeite é a Espanha que exporta para mais de 100 países.

O consumo do azeite faz bem para o paladar e à saúde. É um alimento funcional com benefícios reconhecidos pela comunidade científica internacional. Gordura natural, excelente fonte de ácidos graxos, antioxidantes e Omega 6 e 3.

Contém também vitaminas A, D, E e K, ajuda a retardar o envelhecimento da pele, contém polifenois que deixam um aroma fantástico e ainda são responsáveis por aumentar o LDL (colesterol bom), beneficiando assim nossas artérias.

Possui substancias com efeito bactericida, podendo ajudar no combate de Helicobacter pylori  microrganismo por trás da gastrite.

A gordura monoinsaturada do óleo de oliva pode diminuir o risco de tumores como de intestino e de mama.
O melhor azeite para consumo é com menos de 2% de acidez, pois conservam o aroma, vitaminas e os antioxidantes naturais.


fonte: http://imgs.sapo.pt/sabores/2011/imgs/files/img-131774.jpg

A cor do azeite pode indicar suas características como, por exemplo, o azeite verde tem aroma e sabores mais frutados.

Normalmente, os azeites mais leves e doces são mais próprios a serem usados em saladas, legumes e carnes brancas. Os mais acentuados são melhor aproveitados se usando em carnes vermelhas e cozidos.
Utilize o azeite para temperar sopas, vegetais cozidos ou crus e na água para cozinhar massas. 

Pode ser usado também como substituição da manteiga para fazer um delicioso pão na chapa ou torradinhas;



Gostou? Quer saber mais? Mande um email para a Nutricionista Camila Belentani e tire as suas dúvidas! belentanis@gmail.com

terça-feira, 3 de abril de 2012

Chocolate, o alimento dos deuses!

fonte: http://i1.r7.com/data/files/2C92/94A4/2B10/7ADF/012B/1786/0F63/0EF7/cacaueiro-hg-20100915.jpg

Cacaueiro é a arvore do cacau também chamada de Theobroma Cacao. O nome vem do grego e significa alimento dos deuses.

fonte: http://www.mrbey.com.br/blog/wp-content/uploads/2010/09/cacau.jpg

O mundo só tomou ciência do cacau e do chocolate depois que Cristovan Colombo descobriu a América, antes era um privilégio dos índios que viviam na América Central, Bacia Amazônica e Sul do México. Hoje essa “ iguaria” é o alimento mais apreciado em todo mundo, seja na forma líquida ou sólida, quente ou frio e em preparações salgadas ou doces.

fonte: http://media.tumblr.com/tumblr_kvsnyumJdK1qawe86.jpg

Inicialmente o chocolate era consumido na forma líquida, uma bebida amarga de cacau torrado e água. Foi no século XVIII que os franceses desenvolveram o chocolate na forma sólida.

fonte: http://www.blogcityshoes.com.br/wp-content/uploads/2011/12/cacau.jpg



O cacau tem uma grande quantidade de antioxidantes (flavonoides);
Os flavonoides presentes no chocolate podem melhorar a capacidade de dilatação dos vasos, melhorando o fluxo sanguíneo;

Promove também a redução da oxidação do colesterol ruim (LDL), diminui risco de coágulos devido a inibição da agregação plaquetária e o decréscimo da resposta imune inflamatória do organismo diminuindo o risco de arteriosclerose.

O chocolate também contém triptofano que é um aminoácido essencial precursor de serotonina, um neurotransmissor que possui diversas funções e entre elas estão a regulação do apetite, ansiedade e humor.

Os ácidos fenólicos presentes no cacau interferem na produção do hormônio leptina que age na saciedade, ajudando o controle de peso.

fonte: http://blogs.estadao.com.br/radar-pop/files/2011/09/chocolate.png

E além de todos esses benefícios essa “iguaria” ainda aumenta o gasto energético diário por ser um alimento termogênico.

Todos esses benefícios estão no chocolate meio amargo, pois quanto mais cacau melhor.
A porção recomendada é de 30 gr por dia, o aumento da porção não provoca o aumento dos benefícios.

fonte: http://www.fondosdepantallaz.com/bulkupload/11/Variado/Chocolate%20liquido.jpg

Sabendo de tudo isso comer chocolate ficou ainda mais gostoso.